Primavera começou dia 22 de setembro, ainda afetada pela La Niña

Com a permanência do fenômeno La Niña nos próximos meses, a tendência é que influencie toda a estação, com previsão de enfraquecimento somente no verão
...
Climatempo

Publicado em 20/09/2022

Em 2022, o equinócio da primavera no Hemisfério Sul ocorreu às 22h04 (horário de Brasília) do dia 22 de setembro. Este é início astronômico da primavera de 2022, que se estende até às 18h48 de 21 de dezembro, pelo horário de Brasília. O fenômeno La Niña influencia toda a estação, com previsão de enfraquecimento no verão.enbsp; Climatologicamente a primavera é uma estação de transição do inverno, Clima seco em grande parte do país, com episódios de frio, para o verão, período em que o ar quente e úmido predomina no país.

Em quase todo o Brasil, primavera significa a volta da chuva, o aumento da umidade e do calor. Mas para a maioria das áreas do Nordeste e para a porção norte da Região Norte, onde estão os estados de Roraima e o Amapá, a primavera é a estação do calor intenso e de pouca chuva.

Primavera com La Niña
enbsp;As águas do oceano Pacífico Equatorial Leste estão com temperatura abaixo da média normal, caracterizando o fenômeno oceânico-atmosférico La Niña. O clima global vem sendo influenciado pelo La Niña desde meados de 2020. A primavera de 2022 será a terceira primavera consecutiva com o padrão de precipitação e de temperatura modificado pelo fenômeno La Niña.

Situação do oceano Atlântico Sul
Na maior parte da primavera, o contraste térmico entre porção oceânica na costa da Região Sul e a região entre a costa do Uruguai e da Argentina não estará favorável para o deslocamento das frentes frias pelo interior do Brasil. A tendência é que os sistemas passem rapidamente sobre a Região Sul e avancem pela costa do Sudeste, tendo pouca influência sobre o interior desta Região e também do Centro-Oeste.

Frentes frias
Várias frentes frias vão avançar para o Sudeste do Brasil, mas a maioria de forma oceânica, com maior impacto nas áreas próximas ao litoral. Eventualmente alguma frente fria poderá influenciar áreas do Centro-Oeste facilitando a formação de áreas de chuva e aliviando o calor.

Na Região Sudeste, o resfriamento mais notável causado por estas frentes frias, será nas áreas próximas ao litoral, atingindo áreas como o sul e o leste de São Paulo, o estado do Rio De Janeiro, o estado do Espírito Santo, parte do Sul de Minas e da Zona da Mata Mineira. Eventualmente poderá ocorrer entrada de ar frio de origem polar em Mato Grosso do Sul.

Corredores de umidade e ZCAS
Em novembro e em dezembro, algumas destas frentes frias devem chegar ao litoral do Espírito Santo e vão ajudar a formar corredores de umidade entre o Sudeste e o Norte do Brasil, que serão responsáveis por períodos prolongados de precipitações frequentes e até volumosas na porção centro e norte da Região Sudeste, na parte norte do Centro-Oeste, em áreas do Pará, do Tocantins e da Bahia. É possível que ocorra a formação da Zona de Convergência do Atlântico Sul (ZCAS) em novembro e/ou em dezembro de 2022.


O QUE VOCÊ ACHOU DESSA NOTÍCIA? DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

PALAVRAS-CHAVE: notícias agrícolas, portal rural news, notícias do agronegócio, portal de notícias, notícias do agro, agro o tempo todo, ruralnews, ruralnewsbr, portal de notícias de cascavel, portal de notícias do paraná, notícias do paraná, agro do paraná, cotações agropecuárias, previsao do tempo, primavera 2022, La Niña



Assine gratuitamente nossa NEWSLETTER
Receba diariamente um resumo de nossas principais notícias no seu email.
-->