Temor sobre demanda, recessão e forte queda do trigo afetam milho

O temor pelo futuro da demanda diante das perspectivas de recessão acrescentou limitações ao milho e dados de exportação semanais nos EUA em linha com o esperado pelo mercado não conseguiram estimular os preços
...
Luiz Carlos Pacheco

Publicado em 19/09/2022

milho, preço do milho, cotação do milho, preço do milho no pr, luiz carlos pacheco, tf agroeconômica, análise commodities
O milho fechou em leve alta na Bolsa de Chicago nesta segunda-feira, dia 19/09, afetado pelo temor sobre demanda, pela recessão e forte queda do trigo. A cotação de dezembro fechou em alta de 0,11% ou $ 0,75 cents/bushel a $ 678,0. A cotação para março 2023, início da nossa safra de verão, fechou inalterada a $ 684,25.enbsp; A cotação acabou o dia estável, condicionada pelas fortes quedas do trigo e pelo temor pelo futuro da demanda diante das perspectivas de recessão, que acrescentou limitações. Dados de exportação semanais nos EUA em linha com o esperado pelo mercado, não conseguiram estimular os preços. Operadores aguardam dados oficiais de avanço de safra (10% esperados).

EXPORTAÇÕES EUA
O USDA informou que 549.354 toneladas de milho foram embarcadas durante a semana encerrada em 15/09. Isso foi acima de 474.388 MT na semana passada para definir o ritmo MY em 1,147 MMT. O ano passado viu 403k MT enviados durante a semana para um total de temporada de 622.041 MT até 15/09.

CHINA-IMPORTAÇÕES MENORES
Os dados da Chinese Custom mostraram que a China trouxe 1,8 MMT de milho em agosto. Isso foi 44% abaixo de agosto de 2021. Ao longo do ano civil, a China importou 16,93 MMT de milho, uma queda de 21% em relação ao ritmo de 2021.

EUROPA-MENOS PRODUÇÃO, MAIS IMPORTAÇÃO
A Coceral reduziu sua safra estimada de milho da UE em 2022/23 para 51,9 MMT de 66 MMT, citando o calor. As condições climáticas foram particularmente ruins na Hungria, Romênia e França.

LAVOURAS AMERICANAS
Traders esperam que o NASS mostre a colheita de milho dos EUA cerca de 11% concluída, acima do ritmo médio de 8%. Espera-se que as classificações de condição de colheita estejam próximas da semana passada em 54% bom/excelente. Depois do fechamento do pregão, o USDA divulgou que 7% das lavouras tinham sido colhidas até o último domingo, contra 9% na mesa semana do ano passado e 8% da média dos últimos 5 anos. Por outro lado, 40% das lavouras estavam maduras, contra 54% na mesma semana do ano passado e 45% da média dos últimos 5 anos.


O QUE VOCÊ ACHOU DESSA NOTÍCIA? DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO:

PALAVRAS-CHAVE: notícias agrícolas, portal rural news, notícias do agronegócio, portal de notícias, notícias do agro, agro o tempo todo, ruralnews, ruralnewsbr, portal de notícias de cascavel, portal de notícias do paraná, notícias do paraná, agro do paraná, cotações agropecuárias, milho, preço do milho, cotação do milho, preço do milho no pr, luiz carlos pacheco, tf agroeconômica, análise commodities



Assine gratuitamente nossa NEWSLETTER
Receba diariamente um resumo de nossas principais notícias no seu email.
-->